top of page

  Cultura Polonesa 

Cultura e tradições
Família Imigrante
Altar de orações
Arquitetura e trabalho

   Cultura e Tradições Polonesas 

          No Brasil e no Paraná a imigração europeia iniciou no final do século XIX, na década de 1870 e continuou no início do século XX. Neste período foram criadas Colônias de imigrantes europeus, de diferentes etnias em várias localidades da Província e nos arredores da Capital, Curitiba. Entre elas foi criada a Colônia Dom Pedro II as Colônias Figueiredo, Colônia Rodrigues e as demais colonias no entorno. E com a imigração europeia os poloneses trouxeram a sua cultura, tradições e costumes, que gradativamente foram se inserindo em sua vida, nestas colonias. 

      Na Colônia Dom Pedro II e nas Colônias polonesas do entorno, a cultura, os costumes e as tradições polonesas, caracterizam a identidade histórico cultural de um povo, preservada pelos seus descendentes, como patrimônio material e imaterial nestes territórios, colonias, constituídos em seus espaços geográficos, resultante da imigração polonesa. 

​         Assim, nestas colonias polonesas,  a cultura, os costumes e as tradições, demarcam a identidade cultural dos poloneses em várias dimensões. E fazem parte das várias curiosidades, que marcam a etnia polonesa nestas Colonias.  

     Curiosidades, que marcam a etnia polonesa da Colônia Dom Pedro II, Figueiredo e Rodrigues. 

  

   - Arquitetura: As habitações Casas de Troncos, com encaixe sem pregos e telhas de madeirites. Depois surgem casas de madeira serrada, tipo duas águas e telhas de barro. Havia demanda de  madeira nobre na região;

   - Lambrequins: Recortes de madeira rendados, pingadeiras de águas, usados no beiral das casas. Havia vários tipos com diferentes simbologias que caracterizavam a família;  

   - Trabalho: Houve a introdução de novos equipamentos agrícolas, várias novas cultivares e uma agricultura de subsistência;

   - Carroça polonesa: No transporte substituiu o carro de boi, pela sua agilidade. E se tornou o símbolo do Paraná;

  - Celebrações religiosas: Eram católicos de muita  fé, e devoção à Nossa Senhora de Częstochowa, Benção de Alimentos na Páscoa, Celebração do opłatek/pão ázimo  no natal e benção de casas/Kolędy, o dia de Reis;    

  - Celebrações festivas: Casamentos típicos, Quarta-feira gorda antes do inicio da quaresma, Kolędy com Turón após o Natal,  Smigus Dingus após a Páscoa, Marzena festa da primavera;  

  - Música, danças: A música popular polonesa originária das várias regiões da polônia, se caracteriza pelas ações do campo, das paixões e frustrações dos amores. As várias danças são circulares e compassadas, marchinhas com passos rápidos e valsas;  

  - Folclore: Se originou das várias regiões da polônia é representado pelas belas coreografias e pelos trajes folclóricos com florais e bordados, entre eles o traje Folclórico Krakówiak, que é da Colônia Dom Pedro II, desde 1966 com retorno em 2010

  -Vestimenta: Estilo burgues europeu. Os homens vestiam terno, gravata e chapéu e sapatos. E as mulheres, vestiam talher, chapéu e botinhas. Ou vestidos florais de cintura e mangas franzidas e com rendas, lenço na cabeça e sapatos.  

   - Decoração e artesanato: Os recortes de papel wicinanki, base para flores de papel, rendas para os armários, para lustres pajanki/aranhas nos tetos da sala e para para os quadros decorativos. Faziam vários tipos de bordados em toalhas de mesa, lençóis e de mãos, com acabamentos de franjas com amarração por nós e os tapetes bordados. 

 

        Referencia: Veja mais em:

            - https://www.culturartepolonesa.com

            - Dissertação de Mestrado/UTFPR.   Acesso:  CT_PPGTE_M_Sikora, Mafalda Ales_2014.pdf

 

 

bottom of page